Gestão estratégica dos estoques

Título: Gestão estratégica dos estoques

Autores: Irineu Gustavo Nogueira Gianesi e Jorge Luiz de Biazzi

Resumo: Neste artigo, apresenta-se a necessidade de as empresas terem uma visão estratégica e sistêmica na gestão de estoques, em vez de buscar otimizações locais de seus indicadores parciais. A abordagem sugerida é a de identificar os conflitos de interesse associados aos estoques, originados da atuação das áreas de operações, finanças e marketing, e descobrir como otimizar o desempenho global da empresa. Um exemplo numérico é utilizado para avaliar os desempenhos operacional (proporção de demanda atendida, giro, estoque médio, estoque de segurança) e econômico (custos parciais e custo total) em diferentes cenários, nos quais há, inicialmente, predominância de visões parciais e, a partir de uma visão sistêmica, a busca por soluções mais adequadas à empresa como um todo. Por fim, são apresentadas análises de sensibilidade que indicam caminhos possíveis para melhorar o desempenho global, mesmo que à custa de prejuízos em indicadores locais.

Data de publicação: jul./ago./set. 2011

Periódico/Editora: RAUSP

Edição: v.46, n.3, p.290-304

Palavras-chave: gestão de estoques, abordagem sistêmica, indicadores de desempenho