Long-run limits on the Brazilian government debt

Tíulo: Long-run limits on the Brazilian government debt

Resumo: Este artigo analisa a condição de solvência do governo brasileiro. Dois testes são feitos para verificar se a restrição de endividamento intertemporal do governo é satisfeita em termos de valor presente. O primeiro teste analisa o processo gerador da dívida interna, e o segundo analisa a relação entre gastos e receitas do governo. A evidência empírica sugere a existência de equilíbrio orçamentário intertemporal. Contudo, até fevereiro de 1990, imediatamente antes do congelamento de 80% dos ativos financeiros, a dívida interna descrevia uma trajetória instável. Além do mais, os resultados indicam que a senhoriagem é uma fonte extremamente importante de receita para o governo. Se a senhoriagem é desconsiderada como receita, o orçamento do governo não é equilibrado em termos de valor presente, ocorrendo o oposto se a senhoriagem é incluída como receita.

Data de publicação: 1997

Periódico: Revista Brasileira de Economia

Edição: 51(4), Out/dez, p. 447-470.

Palavras-chave: solvência, dívida, senhoriagem